https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Que pena, amanheceu.

 


O vento entra pela janela do meu quarto,
e passa pelo meu cabelo,
eu sinto seu cheiro no ar,
preenchendo o ambiente.
Sua falta me corroi por dentro,
e percebo que a cada dia a distancia entre nois,
aumenta um pouco mais.
E o meu quarto é so escuridão,
eu sei que talvez não tenha volta,
mas seria demais se eu te pedisse pra voltar,
e sim era a unica resposta que eu queria escultar.
Queria muito esta dinovo com voce,
me ensina a solidão de ser so dois,
pois longe de voce a tristeza impera,
preciso de alguém que me mostre a direção.
O silencio me encomoda, eu não esculto mais meu coração bater,
rezo para que logo chegue á noite,
e junto a ela meus sonhos,
pois é o único momentos que estou junto a ti,
e é também o horário mas feliz,
dos meus dias cinzentos.


N.C
19\03\11
09:51


- Natália Campello

 
Autor
MnataliaPcampello
 
Texto
Data
Leituras
474
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ghost
Publicado: 10/04/2011 21:19  Atualizado: 10/04/2011 21:19
Colaborador
Usuário desde: 09/04/2011
Localidade: Lisboa, Portugal
Mensagens: 1822
 Re: Que pena, amanheceu.
A noite traz sempre na sua bagagem a magia... e com ela o amor. Belo poema. Abraços

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/04/2011 00:30  Atualizado: 11/04/2011 00:30
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29201
 Re: Que pena, amanheceu.
Um sonho a sonhar, é uma pena que vêm acabar, DEIXO MEU ABRAÇO.

Martisns