https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sentido único

 
Perdi-me na multidão
que de rastos prosseguia
numa caminhada obrigatória
num insólito labirinto
e sempre que lhes perguntava
um caminho p'ra seguir
tornavam-se interrogação.
Eles nem sequer sabiam
o destino que seguiam.
Decidi então enlouquecer
para inventar
um caminho só p´ra mim.
Agora quando me interrogam
a pedirem que lhes mostre
um caminho p´ra seguirem
indico-lhes os que inventei
e que já eu percorri
mas põem-se de incompreensão.
Continuo então por isso
por não me compreenderem
no meio da multidão
arrastado pelo tempo
e vou porque os vejo ir
e porque a ninguém é lícito
parar ou andar p´ra trás.



 
Autor
gilferreira
 
Texto
Data
Leituras
585
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 27/04/2011 03:15  Atualizado: 27/04/2011 03:15
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Lisboa (a bombordo do Rio Tejo)
Mensagens: 3769
 Re: Sentido único
"decidi então enlouquecer"..."inventei"..."um caminho"..."no meio da multidão"..."tempo"..."os vejo ir"..."continuo então"

Gostei do...seu texto "Sentido único"

Abraço te