Poemas : 

O amor como documentos amarelos

 
Não sei mais o que escrever
Para mostra apenas a você
Poder crê
Que um dia você vai ver
A grande burrice que vai fazer
De nunca me da moral
Nem um papo oral
De apenas segundos
Para que juntos
Possamos descobrir o que e o amor.

Pode acreditar
Que nunca vou te abandonar
Você vai ficar em meus pensamentos
Mesmo como documentos
Que ficam amarelos
Mais que na verdade são belos
Por guardar uma historia
Que sempre vai ficar na minha memória
Guardada apenas por saudades
Vai vira um papel sem verdades
De um amor que nunca vai existir.

A sua memória vai ficar
Mesmo se for para mim chorar
Vou sempre lembrar
De nunca para de te amar
Mesmo se a saudade conquistar
Todo esse amor.

Leopoldo rodighiero pinto

 
Autor
leopoldo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
794
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.