https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Nunca subestime o meu amor.

 
Tags:  amor    tempo    sofrer    Subestimar  
 

Open in new window


Open in new windowNunca subestime o meu amorOpen in new window.

Por muitas vezes te recordei em meus sonhos.
Caminhei solitária o vi enveredar como estranho.
Por direções como me desperdiçava tentando ver você.
E pensar continuava precipitada ao divagar o motivo.
Além disso diferido ao tempo concluí afeto havido.
Silenciava meu peito qual formato transformado.
Como se nada tivesse recebido interiormente de te.
Ao contexto tudo se transformara fiquei solitária.
Pensamentos viraram lembranças quais quero esquecer.
Restando pouco resquícios para recordar de te.
Aqueles momentos bons de outrora nada sobrara.
Se um dia tivera ficou no meu entorpecimento.
Meu amor acabou sentimentos ficaram desordenados...
Estou perdida sem rumo de fato em tempo algum existiu.
Foi realmente amor quando disse te amei...
Esse amor; se te amei algum dia se perdeu...
Sucedeu longo muitos anos expirou qual semeei.
E a convivência ruiu você ficou uma alma inútil.
Sem sentido assim como estou agora sem vida.
E ao extenso atribuíste de longe estou a meditar
Por que sofrer e lamentar sentimentos por te...
Viver e sonhar qual um dia você me subestimou
Me fazendo sofrer padecer o pouco qual restou
Será amor! Houve amor...Onde ficou.
Não sou imbecil nunca subestime o meu amor.

Autora:

Open in new window


Luandabela

 
Autor
Luandabela
 
Texto
Data
Leituras
2466
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 04/06/2011 17:52  Atualizado: 04/06/2011 17:52
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29955
 Re: Nunca subestime o meu amor.
SUBESTIMAR O AMOR É PROCURAR A DOR , DEIXO MEU ABRAÇO

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/12/2014 10:07  Atualizado: 06/12/2014 10:07
 Re: Nunca subestime o meu amor.
Solidão aliada a duvida é um negócio de "endoidecer gente sã" (segundo o poeta Renato Russo). A autora conseguiu pintar com cores bem nítidas essa "dupla" de sentimentos tão nocivos a nossa existência. O legal aqui no caso, em que pese a situação toda, se real ou fruto de inspiração, é que da dor toda, surgiu um texto vigoroso demais e muito interessante de ler e de se reler.

Um bom texto, desses que é legal ver postado aqui

Abraços - Pedro