https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

ILUDIDOS

 
Como podeis estar tão iludidos?!
São vossos corações esculpidos
Com o frio aço da futilidade,
Desenhando tal frivolidade
Que apenas podem encontrar gozo,
Entre domínios do indecoroso.

Entre violência, guerras e orgias
Vive o mundo seus ultimos dias.
Pra tristeza procurais enfeites,
Tricotados com vossos deleites,
Mas essa roupa, é vestidura
De ilusão criada, que não perdura.

De sedas é vossa aparencia,
- Cobre vossa falta de ciência -
Como bela caixa de presente,
Que lá dentro tem uma serpente.
Só ouro e prata quereis, e procurais,
E seus excrementos adorais...

Vós vos perfumais com avareza,
Pra não cheirar a propria tristeza.
Procurais a satisfação carnal,
Mas a carne não passa d'um jornal,
Hoje lido, visto, e tocado...
Amanhã papel, ao fogo jogado.

Nilton Nascimento


É NO SILENCIO DOS VERSOS, QUE PODEMOS OUVIR O SILENCIOSO GRITO QUE NOSSAS PENAS PINTAM EM PAPEL...

www.nilton.soy.es

 
Autor
niltontuga
 
Texto
Data
Leituras
665
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/06/2011 04:39  Atualizado: 07/06/2011 04:39
 Re: ILUDIDOS
Disse tudo, parabéns poeta.
Abraços

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 07/06/2011 13:08  Atualizado: 07/06/2011 13:08
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: ILUDIDOS
CARO POETA UMA PINTURA DE POEMA DEIXO MEU ABRAÇO. QUANTA MARAVILHA