https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

QUEM ÉS AMOR?

 
Prisão da liberdade,
O berço da saudade.
És a razão sem razão
O pilar do coração.

O querer cobiçado,
É o fogo gelado.
O gelo mais ardente,
O grande simplesmente.

Reinicio do acabado,
A procura do Fado.
És a vida na morte,
A esperança da Sorte.

És pura contradição,
És o criador da ilusão.
És suspiro do clamor,
Amor, nada és mais que amor.

Nilton Nascimento


É NO SILENCIO DOS VERSOS, QUE PODEMOS OUVIR O SILENCIOSO GRITO QUE NOSSAS PENAS PINTAM EM PAPEL...

www.nilton.soy.es

 
Autor
niltontuga
 
Texto
Data
Leituras
524
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/06/2011 17:53  Atualizado: 06/06/2011 17:53
 Re: QUEM ÉS AMOR?
*Em nossos poemas tentamos, em vão, traduzir esse sentir em versos...
Infinito e multifacetado sentir.
Aqui gostei da tua visão, entre distâncias e proximidades, claridades e transparências.
Bela criação!
Carinho
Karinna*