https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

TEMPOS IDOS (ZÉ PAIS)

 
Raparigas tão fagueiras,
Prendadas em seus labores.
Tempos idos, mais caseiras,
E algumas... tinham amores.

Quando rapaz, do meu papo
Bom humor quando com elas.
Num baú, vejo em retrato,
Jovens rostos... das tão belas.

Das beldades, bem prendada
E do charme, seu aspecto.
Entre o grupo, a mais olhada,
Mais por ela... o meu afeto.


Hoje conheci alguns poetas. Todos com qualidades diversas, entre eles um, a saber, JOSÉ PAIS DE MOURA. Poeta português que tive a felicidade de trocar alguns poemas e amizade. José que diz ter pouco estudo, mas que ainda assim, ensina poesia com tamanha simplicidade. JOSÉ NASCEU POETA! As palavras, os versos brotam de sua alma tal qual flor da terra. Obrigado José, pelas horas agradáveis que passamos juntos entre o mar e a poesia.




 
Autor
PCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
841
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/07/2011 21:46  Atualizado: 24/07/2011 21:46
 Re: TEMPOS IDOS (ZÉ PAIS)
De fato os versos são belos... O poeta nasce poeta, ás vezes a inspiração chega bem tardia, mas se tem a inspiração ela um dia aflora, sem que se perceba, independente do grau de instrução. Abraço