Poemas : 

Corredores da Imaginação

 
Corredores da Imaginação

Caminhando no corredor da frente
Querendo abrir a porta da mente
Entrando dentro da recordação
Vendo lembranças de solidão
Sentimentos apedrejados
Estando mortos e calados
Paixões de um só sentimento
Tornando a recordação num tormento
Passando a porta da recordação que se ia fechando
Por a porta do desespero ia entrando
Gritar todo o silêncio acabado
Desabafas falando calado
Que se feche todas as portas da mente
Pois é só tristeza, dor e solidão que sente
Acalma na imaginação
Dada por a realidade do seu coração
Por aquilo que desejava
Imaginando aquilo que gostava
Abrindo os olhos acabou a realidade
Que a mente dava com falsidade
E passa a ver tudo o que não quer
Querendo esquecer o máximo que puder
Imaginar é ver o que não existe e o que não se tem
É viver a vida a imaginar aquilo que não vem.

 
Autor
MenteOculta
 
Texto
Data
Leituras
771
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/08/2011 00:43  Atualizado: 22/08/2011 00:43
 Re: Corredores da Imaginação
"Se eu fosse acreditar mesmo em tudo o que eu penso, ficaria louco."
Mario Quintana

Por vezes temos que tentar não pensar... Gostei imenso do texto. Abraço