https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

injusto é o amor que murcha

 

não há bonina que me apraza o cheiro
se quadrar seca
mas há, malmequeres a florir meu aroma
simplificado aroma que traz
todas as madrugadas
remotas madrugadas que alma abre os olhos
e entra como hóspede
porque há, flores a alar-me
pensamento sem fronteiras
porque há, um sonho que vai e segue
rumo a algum lado
depois, volta, ambíguo cheiro
a quebrar todas as rosas
a cegar todas as madrugadas
das boninas que me apraza o cheiro
se quadrar, secam


Open in new window


Inéditos de Rosa Magalhães
(Imagens da internet)
com 3 Livros Editados
1º "Pérolas de Amor"
2º "Acrósticos de Poesias"
3º "7 Vidas de Afectos"
Rosa Magalhães

 
Autor
ROMMA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1403
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.