https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A QUINTA

 
Tags:  amor    amizade    Portugal    REPOUSO  
 
A QUINTA
(Nos idos de 1994)

Quando estiveres na Quinta
Da Beneficência Portuguesa.
Quando tiveres essa honra e prazer,
não esqueça de levar os sonhos,
segredos e coração aberto.

Quando estiveres chegando,
sentirás a imponência do átrio,
e o olhar soberbo de Apollo,
não esqueças que o homem
herdou a imponência do tigre.

Quando estiveres com o Pedro,
das chaves, do bigode e da simpatia,
quando estiveres com D. Ana,
saberás que existem maravilhosos escoteiros
sem uniforme.

Quando estiveres nos aposentos,
desarrume o corpo e a alma
juntos com a mala e a bolsa,
"Desarrume os sapatos, a gravata, os nós
se quiser falar com Deus".

Quando estiveres em cada ambiente
acolhedor, confortável, convidativo, sereno,
sentir-se-á só, mas de encontro a si mesmo:
só assim entenderás a amizade, o amor
e o mundo ao seu redor te esperando;

Quando estiveres passo a passo,
correndo cada quadro, cada prato, planta,
poltrona, tapete, livro, folheto,
não esqueças de saborear lentamente
estas iguarias portuguesas.

Quando estiveres nos jardins, nos salões,
mira vem o horizonte, os montes,
as vilas e as estrelas.
porque as flores te levarão
ao infinito.

Porque estás em casa.
Numa casa portuguesa,
com certeza.

A Quinta da Beneficência Portuguesa fica no bairro de Itinga, cidade de Lauro de Freitas, próximo do aeroporto de Salvador-Bahia-Brasil.
 
Autor
AntonioRoqueRocha
 
Texto
Data
Leituras
476
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/08/2012 15:16  Atualizado: 03/08/2012 15:16
 Re: A QUINTA
Uma boa receção recheada de bom ambiente, conforto, boa vista, boa comida ... fica sempre na memória apesar dos tempos passados.

Abraços
Luzia