https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Canjica da roça - Lizaldo Vieira

 
Canjica da roça – Lizaldo Vieira
Espigas com dentes grandes
Arrancada da hora
No quintal de dona tonha
O ralo velho enferrujado
Mais que dá conta do recado
Um coco seco
Caldo bem apurado
Massa cheirando a baunilha
Mistura de sabedoria
E sonhos
Tacho no fogo
Mexe pra lá
E pra cá
Tá pronto
O gosto e sabores do campo
Diretos pra mesa
O segredo milenar
Do mais puro sabor popular
Da Cultura nordestina
Receita indígena
Pra nenhum gringo
Botar defeito



Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
1945
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.