https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

livre interpretação

 
Tags:  ANGELA  
 
Se o poeta é uma fonte,
tem águas claras na primavera,
turvas no outono e escuras no inverno.
Como poderei sentir o calor no verão? Sendo que o sol do amor evapora todo liquido precioso do coração em letras lançadas ao papel?
Banho-me nas flores da estação e causo ondas no teu sentimento
de menino. Sou o calor do inverno na frieza do destino.
Seja como folhas ao vento, livre na interpretação sem nexo,
Adoçando o perfume da vida...Poeta: Poeta não tem sexo porque se tivesse não poderia ser fonte de inspiração e alimentar a veia que prende palavras ao AMOR!

 
Autor
boratho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
544
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/09/2012 23:42  Atualizado: 26/09/2012 23:42
 Re: livre interpretação
Ser poeta é cantar cada estação tal como ela é, independentemente de quem a cante...mas por vezes há quem cante a primavera como se fosse outono ou inverno e vice-versa...a poesia tem destas coisas.
Quis entender assim o seu belo cantar tal como o título " livre interpretação"...
Abraços
Luzia