https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

sabores e cheiros do campo - LIzaldo Vieira

 
Sabores e cheiro do campo- Lizaldo Vieira
Que ainda revivo
Com licença
Tio Zé
Tia Neuza
Tô em casa
Bença vó bina
Vamos pra lenha
Quero ver as mata
Sã e salva
Andando por brejeiras veredas
Beliscando frutas silvestres
Pegar água no riacho
Colher pitomba
Jabuticaba
Despetalando margarida
Brincando de bem me quer
Tão bom refazendo coisas boas
Da vida esquecida
Casinha simples
Quatro águas
FOGÃOZINHA DE LENHA
Janelinha e porta na frente
Outra janela no oitão
Portinha estreita ao fundo
Lado da sobra das bananeiras
Um aroma de flores da laranjeira
Perfuma o ninho de simplicidade
Uma jaqueira frondosa dá o ar da graça
Bons sinais
Que esse ano venha carregado
De muita jaca ouro
No quintal de meia tarefa
Uma miada de legumes e vegetais orgânicos
Esbanja coisa que presta
Coentro
Cebolinha e alho roxo
Couve manteiga
Cenoura
Salsa
Batata doce
Quiabo
Maxixe
Pimenta malagueta
Pimentão vermelho
Tomatinho selvagem
Vagem
Agrião
Hortelã
Capim santo
Erva cidreira
Manjericão
Feijão verde
Fava
E feijão de corda
Completam o cheiro e sabores do campo
Depois
É sentar no batente da porta
Debulhar fava
Temperar com as ervas á gosta
E quiabo
Preparar aquela galinha
De capoeira
Está pronto meu prato predileto
Com todos os segredos e sabor da roça
Que bom
O aroma da comida caseira estimulando os sentidos da saudável gula
Pra quem não abre mão
Gosto que faz bem
E não engorda
Depois
É tirar uma fresta
Ouvindo ruídos de pássaros
Ver abelhas no zunzum
Engenhando o mel de flores de plantas rasteiras e arbustos
Vindo lá de dentro da capoeira
Isso é que vida terapêutica
Isso é que é vidão á brasileira
Com cheiro do mato
Terra molhada de tardinha
Podem até dizer que sou nostálgico
Mais tudo isso dá prazer de viver
Com as coisas do campo
Do meu Brasil fantástico


Q U E S E D A N E C U S T O d e V I D A - Lizaldo Vieira
Meu deus
Tá danado
É todo santo dia
O mesmo recado
La vem o noticiário
Com a
estória das bolsas
Do que sobe e desce no mercado
De Tóquio
Nasdaq
São paulo
É dólar que aume...

 
Autor
Lizaaldo
 
Texto
Data
Leituras
790
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/10/2012 09:49  Atualizado: 31/10/2012 09:49
 Re: sabores e cheiros do campo - LIzaldo Vieira
Maravilhoso.
Partilho de sua paixão pela Natureza.
Gosto da cadência intensa de sua poesia. Soa tão verdadeira!