https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Crítica : 

Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos

 
Tags:  Albano Ferreira    Estados d`alma  
 
Pobre gente pobre, mais pretensiosa, e idiota
Que apareceu, de repente, por aqui, no Luso
Trilhando de um modo completamente obtuso
Lá vai fazendo do trabalho dos outros chacota

Usando um pseudo preciosismo, como capota
E, com um comportamento deveras abstruso,
Armados em críticos de poesia - que anedota...!
Vão denegrindo um a um, num exaltado abuso

E assim pretendem tirar os seus emolumentos
Do Luso, este aprazível site onde Almas poetas
Veem dejetar seus amores, ou dores, ou alegrias.

Desde então, eu visito aqui amigos todos os dias
Por ora, fazendo apenas algumas leituras seletas.
Fiz, assim, do Luso, o meu site de relacionamentos

apsferreira


apsferreira

 
Autor
apsferreira
 
Texto
Data
Leituras
1989
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
52 pontos
52
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
fotograma
Publicado: 14/11/2012 00:31  Atualizado: 14/11/2012 00:31
Colaborador
Usuário desde: 16/10/2012
Localidade:
Mensagens: 1576
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
vê como críticas fazem bem? formalmente, o melhor que já li de ti. conteúdo amargo e pirracento, como o do Caio no último, mas a forma mostra que você é bem capaz de mais que ar ou inha insossas.

fiz um comentário parecido com esse para o correa, notando as melhoras técnicas, ele se exaltou, pediu para que não mais o comentasse (e atendi a solicitação) e pouco depois partiu

como alguém pode ficar fulo em reconhecer que críticas amadurecem? que críticas dão aquele impulso interior? aquela vontade de dar o melhor de si para poder esfregar na cara dos críticos?

taí o resultado







Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 14/11/2012 01:19  Atualizado: 14/11/2012 01:19
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
Open in new window
Albano,
Me sinto muito bem meu amigo
Saber que estas aqui perto,
Saber que conosco estarás,
E, cada um dos nossos amigos
Estaremos todos juntos novamente,
No nosso site de relacionamento.
Bjus no teu coração.
Ray Nascimento


Enviado por Tópico
Matheusoliveira
Publicado: 14/11/2012 02:04  Atualizado: 14/11/2012 02:04
Da casa!
Usuário desde: 21/03/2012
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
Hahahahahahahhahahahahahahha

Cara, eu rio demais com essa máxima, esse clichê mais que batido de '' Eu te critiquei pra você evoluir''.

Cara, francamente; morra esse pensamento fudido. Isso é tão fraco, tão verme, tão desprezível ! [ Ignorante on ]

E é como se as pessoas fossem ignorantes ao ser criticadas e não notassem um tom de ironia, sarcasmo evidentes em cada linha da mesma ''crítica'', e é também como se os donos dos poemas, pendurassem uma cordinha no pescoço por causa disso. Tão prepotente quanto uma lamina afiada a lhes provocar breves momentos de introspecção filosófica sobre compensações [ Lei da compensação ]. Uma ação anula outra. Gosto disso.

É mórbido ver numa era tão livre de pensamentos ver pessoas que nem ao menos tem uma mísera crônica num livro de gramática da Quinta Série, bancar a palmatória do mundo por causa de uma insatisfação texto-visual. Como isso fede!

Deixo aqui uma risada. Porque é gostoso gargalhar da imbecilidade alheia.

Grande Albano, relax forever =]

Grande Correa, como andas, meu velho? Aquele abraço =]

E já dizia Oswald de Andrade;

''
Dê-me um cigarro
Diz a gramática
Do professor e do aluno
E do mulato sabido
Mas o bom negro e o bom branco
Da Nação Brasileira
Dizem todos os dias
Deixa disso camarada
Me dá um cigarro ''.























Enviado por Tópico
Caio
Publicado: 14/11/2012 03:54  Atualizado: 14/11/2012 03:54
Colaborador
Usuário desde: 29/09/2011
Localidade: Olinda, Pernambuco
Mensagens: 1148
 "isto é engraçado..."
sabem, é bastante engraçado ver a fluidez
das discussões no luso-poemas. aliás,
na internet inteira, mas prefiro usar
o luso como exemplo agora.

no começo era o gargalhar ante a "imbecilidade",
coisa que eu mesmo acho triste. prefiro, em vez
de apontar o dedo e rir, estender a minha mão.
se minha mão for estapeada, até pode ser que
eu aponte e ria, mas tá.

de um pulo, passou pra filosofia e filósofos.
eu não me meto nesses assuntos por laicidade.

mas já que a palavra tá na minha boca,
vou brincar de soltá-la como achar bom.

assim como é a poesia no luso-poemas,
a crítica também o é, ou seja, amadora.
deve ser tomada como tal. a princípio,
não somos nada além de uns fulanos
que resolveram escrever versinhos
e publicar num site de poemas.

acontece que alguns desses fulanos
resolveram também falar o que pensam
sobre os versinhos dos outros fulanos.

uns outros resolveram falar o que pensam
de forma mais abrangente a ver se os outros
entendem o porquê do pensamento dos fulanos,
que "passaram de vidraça a atiradores de pedras."

a crítica literária amadora, de minha parte,
tem como objetivo oferecer uma visão diferente,
e a única base que tenho é a experiência própria.
disse uma hora dessas que minha poesia é morcega,
ou seja, guia-se pela sonoridade. é principalmente.

sou sincero ao dizer que a minha crítica tenta
melhorar o texto ou mesmo, em alguns casos,
o estilo do autor. a minha base? experiência.
a crítica é uma opinião. não é válida por quê?
se os autores consideram válidos comentários
como "que lindo!", que não passa de opinião,
por que não um "não gostei por isso e isso"?

por que não se pode tomar a crítica como válida?
é menos por ser geralmente contrária? não elogiar?
ironia, sarcasmo, alfinetadas não há na crítica
que teço. há por vezes sugestão, exemplo, citação.

a minha única pretensão é opinar sinceramente,
prestar auxílio no que acredito carecer de auxílio.
se o autor pensa diferente de mim, é direito dele,
não sou o senhor doutor honoris causa da verdade.

só da minha. e ela muda com o tempo e com leituras.
com estudo, com observações e até mesmo experiência.
essa é a beleza da coisa toda. a constante transformação
das nossas verdades. estagnar é uma bela de uma bosta.

não tenho interesse em "aparecer". porra, se eu quisesse
me amostrar era só ter mantido as estrelas na minha foto!

dizer que o autor não se importa com a crítica,
é, pelo comportamento demonstrado por muitos aqui,
uma baita de uma mentira. se as críticas não fossem
levadas em conta (ainda que tomadas como pura ofensa)
não haveria essa frescura de "vou deixar o luso-poemas".

se o autor não se importasse, mesmo, com a crítica,
este texto aqui (o poema da página) não existiria.
as discussões, ofensas e agressões atuais não
existiriam. isso é bastante simples de ver.

se as críticas fossem de fato ofensivas, acreditem,
minha cabeça já teria rolado ladeira abaixo observando
meus desafetos fazendo festins com meu corpo desmemoriado.

por mais que digam que sou inteligente, sei que não sou burro.
aprendo com os meus erros e, até agora em relação às críticas,
meu maior erro foi ter chamado o poema lá de merda. tá no fórum,
chamei mesmo. não me arrependo, aprendo. e assim me desenvolvo.

qual é o mal em querer que outros se desenvolvam também?
é tão comum ver o diferente ser mal visto pela maioria
que isto já virou clichê de filme pré-fabricado em roliúde.

uma coisa é certa: eu não vou parar por apelo à misericórdia
ou qualquer outro ad hominem que me lançarem. continuo porque
sou teimoso e não vai ser a união da maioria que me irá parar.












Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 14/11/2012 10:11  Atualizado: 14/11/2012 10:11
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
Eles realmente existem?
Estranho, não os percebo nas minhas leituras.
Percebo mais o que eu seleciono para ler,
tem certas escritas que não perco meu precioso tempo.

Bom dia, apsferreira.

Helen.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/11/2012 10:39  Atualizado: 14/11/2012 10:39
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
Bom texto.

Amigo, não se preocupe, onde não há poesia não há crítica de poesia, quando muito comentário livre de site aberto para pessoas que gostam de escrever e ler aquilo que dizem ser poesia. Merecem respeito e atenção. Mas não são todos: há verdadeiros poetas por aqui. E em franco crescimento qualitativo.

E este texto descreve-me sem falhar em nada. Eu também sou isso tudo. Reconheço-o, a começar pelo "pobre gente pobre". Escrevo-o sem ironias.

Abraço,
Carlos TL.





Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 14/11/2012 10:46  Atualizado: 14/11/2012 10:46
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8223
 Re: Luso, Agora, o Meu Site de Relacionamentos
Eu concordo com o poema, só não concordo que a crítica tenha sido feita ou venha a ser feita para chacota ou denegrir; também me englobo nos pobres, como o Carlos. Quanto a mim prefiro opiniões cruas e sinceras que elogios irónicos ou de permuta; sendo o escrito tomado como pessoal são legítimos apoios ao autor, sem que no entanto isso implique elogio ao escrito.
Bom dia a todos.