https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Cruzamento

 
na feira
tem coisa pra ver
comprar
e vender

nada vem
sem cruzar
o amor



dedos úmidos
bolem
o sexo
mole

guardam
o tro var
o tro ver

va ver
va rrer
reaver

o chão o céu
sem ar sem
chover

rever
a ver
dade

a dura
bilidade

o
vai
e
vem

do

corpo

a

corpo

a luta:

copo
a
copo


beber comer esquecer as dores
nos trilhos da Central do Brasil.

Pau

(f) erro (ar) eia pedra

a vida é pauleira ferradura areia e vento
fura a pedra acaba a ponte a fonte:

querer saber da viagem: morrer e foder.


O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
675
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 14/12/2012 20:49  Atualizado: 14/12/2012 20:49
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16003
 Re: Cruzamento
Amigo poeta!
Gostei! Parabéns! Bem criativo! Beijos!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/12/2012 21:32  Atualizado: 14/12/2012 21:32
 Re: Cruzamento
Hum poeta um cantar forte e sem "papas na língua".
Animada e extrovertida essa "feira no cruzamento"...há deambulantes assim independentemente do local, ainda que real, ainda que irreal...o que importa é que o teu cantar "tá um must"!
Abraços
maria