https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Os gritos perdidos.

 
Os gritos perdidos
Nas ruas do bairro,
Nas esquinas
Nas nuvens,
Que gritos compridos.
Julieta, mulher que deixou
O grito de amor,
Que treme de dor
deixando as marcas
por dentro de nos,
entrados no jogo
ardentes no fogo…
Quem dorme ,quem dança
Quem bebe, quem come
ninguém quer saber
ninguém quere ouvir
o grito da fome!!
Imagem perfeita o
olhar do drogado,
grito silencioso
desesperado.
Os gritos do povo adormecido
Cansado,
Sagrado
Desentendido
Ate o céu sabe gritar
E Chora a chuva em cima do mar
e sopra o vento a esperança perdida
deixando a luz do grito da vida…

-Sou arco-íris : disse o poeta
Sou tudo e nada
E os meus gritos perdidos
Que enchem os ouvidos
São simples palavras
As filhas e os filhos do verso
Que sabem voar
Além do infinito
Além do universo.


Bejinhos & abraços
Mademoiselle Scarlett

 
Autor
Mademoiselle Taty_Ana
 
Texto
Data
Leituras
768
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/02/2013 10:35  Atualizado: 11/02/2013 10:35
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29152
 Re: Os gritos perdidos.
Um grito de peixão, um grito para o amor, belo poema

,artisns

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/02/2013 15:45  Atualizado: 11/02/2013 15:45
 Re: Os gritos perdidos.
Boa tarde poetisa.
Que poema cheio de magia de amor...
Os sentimentos e as palavras dedicadas no poema, são um desenvolver emocional do amor.
Parabéns.

Cumprimentos,


Frank_Mike


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/02/2013 16:18  Atualizado: 21/02/2013 16:18
 Re: Os gritos perdidos.
"Os gritos do povo adormecido
Cansado,
Sagrado
Desentendido"


muito boa essa construção

Abraços - Pedro


Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 24/02/2013 23:29  Atualizado: 24/02/2013 23:29
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: Os gritos perdidos.
Eh lá Poetisa!!!
Que poema Maior, que grito, que intensidade. um autêntico Fado falado!
Este poema é de uma cadência crescente que nos acaba a arder na boca, pela pujança dos versos.
Este não é só para ser lido, tem que ser dito!
Muito Muito BOM!

Beijos grandes,
JP