https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Respiração

 
Respiro poesia por todos os poros. Tenho um bâton de noite não correspondido a afagar-me os cabelos.
No ouvido direito tenho um mar de peixes, no esquerdo um búzio.
No peito uma falésia, que de tão escarpada me provoca arritmia nas palavras. Uma, depois outra.
Em todas sou como uma estrela que caiu do céu num copo e foi bebida por alguém que nunca percebeu o estranho ritmo das marés.
Por causa disso, a noite não deixou de ser noite, e um sorriso que não se deu a quem se amava, não pediu licença ao porteiro dos sonhos para ser só poema.


O meu verdadeiro nome é José Ilídio Torres. É com ele que assino os meus livros.
Já publiquei 10 obras em géneros diversos: crónica, romance, conto e poesia.
Foi em 2007, aqui no Luso, que mostrei pela primeira vez.

 
Autor
SilvaRamos
 
Texto
Data
Leituras
695
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/03/2013 00:03  Atualizado: 21/03/2013 20:26
 _|_
_|_

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 14/03/2013 18:21  Atualizado: 14/03/2013 18:21
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16261
 Re: Respiração
Poeta
Quanta criatividade! Adorei!
Parabéns!
Beijos!
Janna