https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Uma triste esperança...

 
Tags:  tristeza    pai    abandono    desamor    indiferença  
 
 Acalento em meu peito uma triste esperança...
Sonho com o dia em que o desamor
Se tranforme em estima e importância
E que, num forte abraço, eu possa esquecer a dor

A dor da indiferença daquele de quem carrego o sangue nas veias
A dor pelo abandono afetivo e por ele ter me ignorado a vida inteira
A dor por eu nunca ter recebido uma explicação
A dor por ele ter gerado uma ferida em meu coração

De pai, eu não posso chamá-lo,
Visto que ele nunca esteve ao meu lado
Dele, eu nunca recebi amor
Apenas seus genes, ele me doou

Ainda assim, eu desejo encontrá-lo um dia...
Mesmo que ele nunca queira me chamar de filha
Mas ele não pode negar que me gerou
Pois sua aparência, em mim, ficou

Tão semelhantes, tão distantes...
Ele nunca me procurou
Eu tentei me aproximar, vacilante,
E um muro de indiferença se levantou

Agora, choro sozinha...
Como num eterno luto
Pois, desde criancinha,
Sonhei que era doce quem, na verdade, é um bruto


(Maria Cleide da Silva Cardoso Pereira)

 
Autor
MCSCP
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2055
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 31/03/2013 17:12  Atualizado: 31/03/2013 17:12
Colaborador
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: Uma triste esperança...
Boa tarde!

Complicado este negócio de desamor e desprezo,mas a um Pai maior que nunca nos abandona,basta procura-lo e acreditar que com seu amor superamos tudo!

Triste seu poema mas muito belo e rico em sentimento


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/03/2013 20:04  Atualizado: 31/03/2013 20:04
 Re: Uma triste esperança...
Boa tarde poetisa.
Um poema triste, mas queira acreditar que o rumo vai mudar.
Força e coragem.

Cumprimentos,

Frank_Mike


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 31/03/2013 21:30  Atualizado: 31/03/2013 21:30
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9268
 Re: Uma triste esperança...
Boa tarde Maria Cleide, se algum dia você encontrar o teu pai ele vai te chamar de filha, ninguém resiste, inda mais deparando-se com uma moça tão viçosa quanto você, fica aqui a minha torcida para que este encontro seja em breve, eu te desejo uma páscoa repleta de paz, um grande abraço, MJ.