https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Avenida das Américas

 
Tags:  poema    poesia    poeta    soneto    Avenida das Américas  
 
Avenida das Américas
 
Fazemos o que der na telha,
Ainda subimos nela,
quebrando algumas
E nunca medimos nossa maldade

O que Agente faz (eu te juro)
Nunca vai ser para ver o seu sorriso
Somos a geração xyz
lutando sem nenhum propósito

Temos um arsenal de xingamentos
Criamos nossas próprias drogas
Sem precisar de químicuzinhos e seus laboratórios brancos

Viciado? Apenas por um sadismo Louco,
Desenfreado que atropela algumas putas
E faz quem nos serve se sentirem péssimos.


Vamos Unir nossos Poderes

Sonetos Reunidos.
 
Autor
OTiagoM
Autor
 
Texto
Data
Leituras
508
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.