Prosas Poéticas : 

TODA AQUELA MULHER TEM A PUREZA (ÁLVARES DE AZEVEDO) - O HUMOR NA "LIRA DOS VINTE ANOS"

 
Toda aquela mulher tem a pureza
Que exala o jasmineiro no perfume,
Lampeja seu olhar nos olhos negros
Como, em noite d’escuro, um vagalume...
Que suave moreno o de seu rosto!
A alma parece que seu corpo inflama...
Simula até que sobre os lábios dela
Na cor vermelha tem errante chama...
E quem dirá, meu Deus! que a lira d'alma
Ali não tem um som — nem de falsete!
E, sob a imagem de aparente fogo,
É frio o coração como um sorvete!

(Obras, 1853, v. I, Lira dos vinte anos, 2ª parte)

__________________________________________________


Pequeno poema não nomeado pelo autor, por convenção, o primeiro verso (primeira linha gráfica) torna-se o título da poesia, isto é, "Toda aquela mulher tem a pureza".

São doze versos divididos em três estrofes (conjunto de versos), rimando o segundo verso com o quarto verso.

São decassílabos (dez sílabas poéticas).

Vejamos a escansão (divisão em sílabas sonoras) dos quatro primeiros versos:

"To-daa-que-la-mu-lher-tem-a-pu-re-/-za
Quee-xa-lao-jas-mi-nei-ro-no-per-fu/-me
Lam-pe-ja-seu-o-lhar-nos-o-lhos-ne-/-gros
Co-moem-noi-tes-des-cu-roum-va-ga-lu-/-me..."

Fala o eu lírico de uma mulher (amada, amante, amiga, sonho, realidade?).

É uma mulher pura.

Morena.

Olhos negros.

Lábios vermelhos.

Não há poesia em sua alma, e seu coração é frio como um sorvete!...

Nas profundezas textuais podemos entender que o jovem poeta (1831 - 1852) amou e não foi notado, mas, por parte do jovem, não existe mágoa, há uma lembrança do conjunto de qualidades de sua amada que nos lembram sensações positivas (sensualidade, calor, etc.) e depois negativas (indiferença, frieza, etc.) por parte de sua escolhida.

O poeta reclama que sua escolhida nunca notou sua presença.


Augusto de Sênior.
(Amauri Carius Ferreira)
(FERREIRA, A. C.)






Augusto de Sênior
(Amauri Carius Ferreira)
(FERREIRA, A. C.)



 
Autor
AugustodeSênior
 
Texto
Data
Leituras
6306
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JBMendes
Publicado: 15/10/2013 11:26  Atualizado: 15/10/2013 11:26
Autores Clássicos
Usuário desde: 13/02/2010
Localidade:
Mensagens: 5222
 Re: TODA AQUELA MULHER TEM A PUREZA (ÁLVARES DE AZEVEDO) ...
Migo Augusto - Parabén pelo poema. Uma coreografia humana
Abraço
JBMendes


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 16/10/2013 16:24  Atualizado: 16/10/2013 16:24
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10200
 Re: TODA AQUELA MULHER TEM A PUREZA (ÁLVARES DE AZEVEDO) ...
Boa tarde Agusto, seus versos narram uma personagem provida de todos os encantos que fazem seu admirador adjetiva-la como mulher perfeito no que concerne aos seus adornos estéticos e comportamentais, parabéns pelo seu contagiante poema, um grande abraço, MJ.

CAMPANHA DE PREVENÇÃO CONTRA O CÂNCER DE MAMAS.

Você mulher que tem peito,
E também as glândulas mamárias,
Não abdique aos seus direitos,
E faça os toques diários,
Nesta prevenção do câncer,
Em outubro intensificada.

FAÇA VOCÊ TAMBÉM ADESÃO A CAMPANHA DE PREVENÇÃO AO CÂNCER,DE MAMAS, APALPE-SE ESTA ATITUDE ATESTA QUE TENS DE FATO “PEITO”.

MJ.