https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 186 »
Textos deste autor
Offline
Nininha
Noiva na lápide
Contínuo de luz acesa ao vento e no cimo do outeiro mais uma estrela procurando a manhã O “até já...
Enviado por Nininha
em 21/08/2017 23:00:17
Textos deste autor
Offline
Upanhaca
Minha doce e amada morena!
Minha doce e amada morena! Naquela tarde de inverno, O céu parecia arrebentar pelas costuras, C...
Enviado por Upanhaca
em 21/08/2017 01:06:54
Textos deste autor
Offline
Nininha
apenas um pouco de ousadia
quando estás para chegar o desassossego marca pontos nas borboletas do meu ventre como se um caça...
Enviado por Nininha
em 20/08/2017 22:52:02
Textos deste autor
Offline
Frederico
Radicais livres
Cresci entre as dunas do tempo aprisionando todo Este silêncio que possuo num segundo de pleno êx...
Enviado por Frederico
em 20/08/2017 16:57:08
Textos deste autor
Offline
CamargoRehgge
panapaná.
....................................................................................................
Enviado por CamargoRehgge
em 18/08/2017 19:35:42
Textos deste autor
Offline
Frederico
No fluxo do tempo
Congrego tantos olhares perdidos entre A multidão de solidões dispersas alimentando o fluxo De te...
Enviado por Frederico
em 16/08/2017 16:19:54
Textos deste autor
Offline
RicardoC
NOVE DE AGOSTO
NOVE DE AGOSTO Hoje acordei, como diz o outro, virado no diabo: Olho e vejo tudo errado! A raiv...
Enviado por RicardoC
em 09/08/2017 12:35:46
Textos deste autor
Offline
CamargoRehgge
Uma prosa a todas as raças.
....................................................................................................
Enviado por CamargoRehgge
em 07/08/2017 00:14:12
Textos deste autor
Offline
karinna*
Enviado por karinna*
em 04/08/2017 15:38:39
Textos deste autor
Offline
*Anggela*
*Momentos*
Não são apenas momentos. São tons púrpuros da minha pele, que em teus breves apelos, Reluzem......
Enviado por *Anggela*
em 02/08/2017 21:34:24
Textos deste autor
Offline
Frederico
Ainda luz na cidade
Ainda luz na cidade enquanto a noite Dorme devagarinho, sonolenta deixando Seus breus como pega...
Enviado por Frederico
em 02/08/2017 15:18:36
Textos deste autor
Offline
Carolina
Tempos de crise
Aquele telefonema tardio trouxe uma inquietude fora do vulgar. É certo que quando o telefone toc...
Enviado por Carolina
em 02/08/2017 15:06:02
Textos deste autor
Offline
Frederico
Olhar intruso
A solidão deixou descampado Teu olhar singelo Enterrou as tristezas que tombam Na larga caminhada...
Enviado por Frederico
em 31/07/2017 15:39:02
Textos deste autor
Offline
karinna*
Enviado por karinna*
em 27/07/2017 23:44:53
Textos deste autor
Offline
Carolina
Não vou
Acabei de jurar que não ia cantarolar nas férias. É sempre a mesma roupagem que se insurge cont...
Enviado por Carolina
em 27/07/2017 19:24:44
Textos deste autor
Offline
Upanhaca
Pés chatos do fogo
Ó fogo amigo! Tu que me dás teu calor Cozes meu manjar E afugentas inverno No meu leito, Por que...
Enviado por Upanhaca
em 27/07/2017 07:43:14
Textos deste autor
Offline
Liduinan
Silenciosamente
Nem mesmo com toda beleza que há na terra, podemos deixar de voltarmos os nossos olhos, e assisti...
Enviado por Liduinan
em 26/07/2017 20:10:04
Textos deste autor
Offline
Carolina
Quase perfeito
Hoje foi um dia fabuloso, foi um mimo de romaria. Havia patinhos no rio a nadar contra a corrente...
Enviado por Carolina
em 25/07/2017 23:09:52
Textos deste autor
Offline
Carolina
A sesta
Estava na hora da sesta e de deixar os gambuzinos poisar ao som distante de uma música pimba. T...
Enviado por Carolina
em 23/07/2017 21:37:15
Textos deste autor
Offline
RicardoC
VINTE E TRÊS DE JULHO
VINTE E SETE DE JULHO Antes do sol nascer, -- tal-qual Anchieta em Iperoig -- um longo poema na ...
Enviado por RicardoC
em 23/07/2017 11:44:42
(1) 2 3 4 ... 186 »