https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

ROMÂNTICOS À BEIRA TEJO

 
Naquela noite feiticeira
Saltaste comigo a fogueira
E uma alcachofra queimámos
Pedimos que reflorisse
E enlaçados com meiguice
Toda essa noite dançámos.

Deixámos de ser estranhos
Pela rua caminhámos
Nessa poetica Lisboa.
Românticos à beira Tejo
Deixámos partir um beijo
Fundindo-se numa canoa.

Tu és linda à luz do luar
Mas durante o dia também.
Sereia em pleno mar
A mais bela que o mar tem
Não sejas o Oceano
Que separa o nosso amor
Que sejas os mêses do ano
De Primavera em flor.

Conheci o amor ao luar
Contigo aprendi a contar
À meia-noite as estrelas.
De amor estou embriegado
Esperando pelo noivado
De duas vidas paralelas.

Quando no nosso lar, a sós,
Segrederemos entre nós
Palavras meigas de amor.
Pensaremos à fogueira
Daquele Cais da Ribeira
Que nos deu tanto calor.


A . da fonseca



SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
5272
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 11/01/2008 08:42  Atualizado: 11/01/2008 08:42
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3821
 Re: ROMÂNTICOS À BEIRA TEJO
Poema de rima cruzada, ritmo martelado, de toque popular e com muita arte.
Abraço
h@p