https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)

 
passaram por mim
as três estações
contemplo agora
nas paredes do meu sonho
as telas onde tu
um dia surgiste

és um branco invisível
acariciado pela neve
onde o sol
por entre ramos de árvores
tenta iluminar o teu reflexo

e eu queria tanto deitar
a tua insustentável nudez
no colo da sombra deste amar
de quão frágil solidez

a neve aquece certamente
e a sua água correrá fluente
da nascente da tua imagem

o teu corpo
é levado pelos rios
de outra
primavera verão ou outono
assim como sucede
aos fins dos dias do entrudo
(tantos como as três estações)

ó quisera eu ter sido brincadeira
deste carnaval
as telas pintadas à minha maneira
mas tudo me correu mal...

começa hoje a quaresma
vou procurar redenções
para a minha pecadora alma
deste meu desejo carnal

enterro agora a tua gravura
e não alimento mais recordações

só esta estação de inverno
com o seu intenso frio
ainda não terminou

tudo o resto acabou
o carnaval em fim de dias
e as minhas quatro poesias

em quarta-feira (de cinzas)



Devido as imagens poderem ter conteúdos suscetíveis de ferir sensibilidades as mesmas não foram publicadas. poderá ver o poema com a respetiva imagem em http://afacedossentidos.blogspot.pt/


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
915
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
12
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/03/2014 19:10  Atualizado: 05/03/2014 19:10
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
gostei muito. parabéns, Jorge.


Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 05/03/2014 22:23  Atualizado: 05/03/2014 22:23
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
Adorei!
Favorito!
manu


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 06/03/2014 00:18  Atualizado: 06/03/2014 00:18
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6595
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
Te acompanhei
e você foi brilhante em todas
construções poéticas.
E fechou com chave de
ouro!! Eu te aplaudo de pé!

Abraços,
Mary Jun


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 08/03/2014 05:45  Atualizado: 08/03/2014 05:45
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
e quando tornas o ar absoluto... é difícil respirar.
admirando-te. obrigada


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 08/03/2014 23:14  Atualizado: 08/03/2014 23:23
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: quarta-feira (de cinzas) - Pquidam
Na terra nem tudo acaba
fica nas telas que alisas
com a ponta dos teus dedos
coloridas de rôxo e preto
na quarta-feira de cinzas.

Linda poesia, sentida e elegante. Abraço. Vólena


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 08/03/2014 23:41  Atualizado: 08/03/2014 23:41
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9306
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
Boa noite Jorge, a nossa materialidade padece de um descompasso de tempo, entre o que se deseja, e o que se consegue implementar, e muitos dos nossos sonhos,até mesmo os afetivos terminam em cinzas sem passara pelo processo de combustão, parabéns pelo contundente poema, MJ.

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 09/03/2014 13:03  Atualizado: 09/03/2014 13:03
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2400
 Re: quarta-feira (de cinzas) - (parte iv)
Wow...lindo!
Realmente voce se inspirou nesse Carnaval.
Todos lindos. Sequenciais e apaixonantes.
Parabens por todos!
Beijos
*Mary*