https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Divagações

 
O que fizemos das nossas vidas
foi torná-las uma só.
A amada, virou amante,
de amante, a melhor amiga,
amada, amante, amiga,
trilogia de uma sina.

O fatalista crê no destino,
eu fatalmente creio em ti.
Há fatos evidentes da tua adoração,
há um companheirismo
a me provocar arrepios
a me emocionar até as lágrimas.

Teus olhos me vêem
assim como eu te vejo:
retocando as imperfeições.
Esse amor tem um photoshop exclusivo.

Somos perfeitamente sãos
no nosso insano amor.
Quem é que precisa de Rivotril?

Quem não impõe condições para o desejo
se abre para o descobrimento.
O que não é idealizado
não traz o arfar da ansiedade.

Quero aspirar o ar do teu nariz
para ter um instante da tua vida
circulando dentro de mim.
Somos um híbrido de nós dois.

A eternidade será muito pouco
para um amor que não envelhece.
Ainda que eu fosse um grão de areia
tu terias me achado nesse mundo.

 
Autor
chintons
Autor
 
Texto
Data
Leituras
624
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 22/05/2014 18:34  Atualizado: 22/05/2014 18:34
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16206
 Re: Divagações
Poema instigante! Gostei!
Beijos!
Janna