https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Por debaixo dos panos...

 
Há em minha alma um sonho insepulto
Sequioso de amar pelas entrelinhas da poesia
Já que o mundo arde labaredas, ama de covardia
E faz da criatura fantoche de pseudo culto.

Meu senso de amor é ingênuo folgar de carícias
Que traz da sofreguidão o êxtase que enternece,
Mas a vida toma do infortúnio o estresse
Numa leva de hipocrisias adornadas de malícias.

Meu amor eclode em palavras vitaminando estrofes
Que saciam venturas sublimes, driblam entorses
E permitem que os poemas alimentem o vazio...

É a arte produzindo o amor do mundo crônico
Que ainda não pereceu, dorme, bebeu distônico
Para não mais assistir às barbáries sem estio!

 
Autor
imelo10
Autor
 
Texto
Data
Leituras
688
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/06/2014 11:10  Atualizado: 16/06/2014 11:10
 Re: Por debaixo dos panos...
Gostei de ler os teus versos poeta, acho que ainda não havia lido, amar nas entrelinhas da poesia, isso é lindo...Já que o mundo é tanta "coisa"


Parabéns... levo!