https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

Nasci Analfabeto

 
Tags:  bebé  
 
Eu nasci analfabeto
Por culpa da professora
Como ela morava perto
Pensava que era certo
Eu não chegar na hora.
Nasci com tudo ao léu
Nuzinho não vestia nada
Por isso alguém me deu
No rabinho uma palmada….

Como nasci em época má
E vinha cheio de fome
Protestei “ nuá nuá!!!”
Então a gente não come?
Nasci ateu excomungado
Que triste a sorte minha!
Depois de me terem abençoado
Entregaram-me à madrinha

A madrinha tinha inveja
De não ter um “nené” lindão
Levou-me logo à igreja
E fez de mim cristão.

Não nasci de pai incerto
Minha mãe não conhecia
E por ser analfabeto
Nem o meu nome sabia!

Nasci sem dentes na boca
Não podia trincar nada
Minha mãe via-se louca
Com o muito que mamava.

Por aqui hoje me detenho
Não vou avançar mais.
Não sei se vou quando venho,
Ou se és tu que não vais?

José Mota


José Mota

 
Autor
PoetaSenior
 
Texto
Data
Leituras
1119
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
6
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
saraabreu
Publicado: 06/07/2014 19:54  Atualizado: 06/07/2014 19:54
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2014
Localidade:
Mensagens: 2423
 Re: Nasci Analfabeto
Olá José
Um relato da infância muito bem conseguido com alguns diminutivos, o que lhe dá mais graça ainda.

Abraço
Luzia


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 06/07/2014 23:44  Atualizado: 06/07/2014 23:55
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Nasci Analfabeto P/Poeta Senior
Coitado do pobrezinho
Sem pai e mãe tão esquecida.
Valeu-lhe a boa madrinha
que o levou aquela pia
porque ela era santinha!
Depois de vestir o menino
que tiritava de frio, nusinho!
Também é evidente que mãe
o alimentava e acalmava
com palmadas no fofinho…
Chegou então a altura
de educar o rebento
que a avaliar como é hoje…
malandreco, endiabrado
foi metido no convento.
Padre! Ó não… barbaridade
para pai só de crianças…
Um rapaz tão engenhocas
barra em computadores
meteu-se nessas andanças.
Muito mais vai ser contado
anedotista primoroso e gozão
poeta e um belo contista
tem uma voz colossal
e é um grande artesão.
Bom amigo e companheiro
com ares de seminarista
conta histórias primorosas
e as graças irreverentes
são dum verdadeiro artista!

Muito engraçado, mas quem duvida, é um artista português!
Abração. Vólena



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/10/2014 01:52  Atualizado: 02/10/2014 01:52
 Re: Nasci Analfabeto
bem bacana sua poesia,tem humor bem lógico.