https://www.poetris.com/
 
 
A tarde voa.
Param os ponteiros
dos relógios comprados
na banca do camelô.

Meninos
desenham
estrelas.

Movimentam-se no céu:
desenhos e cores e
papagaios de papel.

Manhãs
desfiam
nuvens.

Renascem as folhas
na sombra dos quintais.


O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
617
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
3
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/08/2014 13:17  Atualizado: 07/08/2014 13:17
 Re: Stop!
*tua escrita me faz alçar voos prodigiosos na riqueza doas imagens que versas.
bom te ler.
breijoka*

Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 07/08/2014 13:25  Atualizado: 07/08/2014 13:25
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1427
 Re: Stop!
O corre, corre da vida nos faz querer para o tempo ou desenhar a vida em uma aquarela; abraço Raipoeta!

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 09/08/2014 20:45  Atualizado: 09/08/2014 20:45
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Stop!
e a saudade sempre tem razão de ser. como agora.
beijos meus