https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Escrevo para ser, para não morrer

 
 
Não escrevo para comer
sim para ser livre
para libertar e nutrir sonhos e desejos
escrevo apenas para quem sabe voar
e para quem não tem medo bobos
mas que possua coragem absurda
de mergulhar em mim
escrevo para viver
vivo para escrever
e tocar intensamente
a alma de quem lê


Alessandra Benete

 
Autor
alessandrabenete
 
Texto
Data
Leituras
665
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 30/08/2014 22:41  Atualizado: 30/08/2014 22:41
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: Escrevo para ser, para não morrer
Só discordo da palavra "absurda"
Porque mergulhar na alma de
que gosta e escreve poesia
não precisa de coragem apenas
de sensibilidade.
Toca sim! E bastante.