https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

QUIETO

 

Olhei, quieto nos teus olhos
grávidos de aroma e candura
um ventre em flor a abrir na primavera.
Entontecido
porque embriagado
no campo limado e morno do entardecer
falei-te e disse quase nada
por não saber dizer mais do teu olhar.
E volta de ti um poema
um poema maior
declamado em sussurro
que me trespassa pelo peito
como flecha acesa de licor e lume
tombando-me ao crepúsculo dos teus olhos
no salpicar imenso das palavras.
E fico internado na metáfora enorme
que teceste lá dentro!


João Luís Dias

 
Autor
jluis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1311
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
63 pontos
19
6
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2014 21:59  Atualizado: 12/10/2014 21:59
 Re: QUIETO
nossa q poesia bonita, quanta sensibilidade a sua e essa imagem do olhar grávido é enternecedora.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 12/10/2014 22:03  Atualizado: 13/10/2014 00:01
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29356
 Re: QUIETO
Ventre dos olhos que eflorescem em um acesso salpicante, que o aroma do desejo a entontece as aclamações dos sussurros que se faz em prazer, quieto


Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 12/10/2014 22:23  Atualizado: 12/10/2014 22:23
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: QUIETO
Lindo! A metáfora final, cereja!
Amei!


Enviado por Tópico
AJFlores
Publicado: 12/10/2014 22:33  Atualizado: 12/10/2014 22:33
Super Participativo
Usuário desde: 21/08/2014
Localidade:
Mensagens: 136
 Re: QUIETO
Muito bonito meu amigo!

Gostei demais de como combinou um vocabulário rico em transmitir sensibilidade!

Parabéns e forte abraço pra ti!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2014 23:03  Atualizado: 12/10/2014 23:03
 Re: QUIETO
*trazes uma gama de sensações em versos tecidos em olhares, aprofundados um no outro.
Luxurioso, de metáforas incríveis, levando o leitor a suspirar.
Belo por demais...suave, terno, pleno...
Beijoka*



Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 12/10/2014 23:44  Atualizado: 12/10/2014 23:44
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: QUIETO
Aff... Lindo num todo, infinito. Bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2014 23:49  Atualizado: 12/10/2014 23:49
 Re: QUIETO
Sempre perfeitos, sempre.

Bjs


Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 13/10/2014 01:07  Atualizado: 13/10/2014 01:07
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2400
 Re: QUIETO
Jose Luis,
Que beleza de poema!
Falou tao alto, mesmo em
sussurro...
Linda composicao poetica!
Tocou-me!

Abracos,


*Mary Fioratti*


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 13/10/2014 13:51  Atualizado: 13/10/2014 13:51
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5284
 Re: QUIETO
o poema cheio de expressivas palavras
extraíveis das profundezas de um olhar que fala...
cala todas as palavras.

belo e levo!

bjo