https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

O DESEJO É TRAIDOR

 


Me comove o teu conceito de pecados,
Quando assumes que o desejo é traidor,
E querendo ter alguém sempre ao lado,
Te desfazendo desta culpa sem pudor.

As caricias que se troca num encontro,
Não extrapolam os ditames da libido,
Este fato não denigre nem um ponto,
Do caráter adquirido com os antigos.

Tua honra continua a ser preservada,
Tal as vestes que usava Jesus Cristo,
Nem por isto te isentas de ser falada.

Mas a Virgem que deu a luz sem pecado,
Reconhece nos humanos o esplendor,
Respaldando a comunhão do teu amor.


Enviado por Miguel Jacó em 20/03/2010
Reeditado em 28/10/2014
Código do texto: T2148634
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
352
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.