https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 653 »
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Caderno de Linguagem
Caderno de Linguagem No primeiro e segundo anos primários Ao acabar meus cadernos de linguagem M...
Enviado por João Marino Delize
em 16/11/2018 12:44:20
Textos deste autor
Offline
Migueljaco
A CORREÇÃO DO CANSAÇO.
No CAOS do convívio urbano onde eu me refaço Mas logo sou destruído são relevantes contrates Que...
Enviado por Migueljaco
em 16/11/2018 01:39:04
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
NOSTALGIA
Como quisesse amado ser, deixando O coração sonhador, espaço em fora A paixão, sem olhares e sem...
Enviado por LucianoSpagnol
em 15/11/2018 21:35:28
Textos deste autor
Offline
RicardoC
LUA À MÍNGUA
LUA À MÍNGUA Decresce pelo céu a lua ao meio, Desanuviando a noite dos sertões. Da mata, um ura...
Enviado por RicardoC
em 15/11/2018 20:00:20
Textos deste autor
Offline
sisnando
E São Milhares
E são milhares os quilometros Que nos separam Por vezes corri hectometros E nem imaginas o quan...
Enviado por sisnando
em 15/11/2018 15:42:46
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Prenúncio
Prenúncio Nesta tarde quente e muito abafada E essa languidez quase me domina Sem vontade de ir ...
Enviado por João Marino Delize
em 13/11/2018 19:29:32
Textos deste autor
Offline
RicardoC
NAU ANUNCIAÇÃO
NAU ANUNCIAÇÃO Navega a todo pano em mar aberto Uma nau de três mastros transoceânica. Desdenha...
Enviado por RicardoC
em 13/11/2018 18:50:21
Textos deste autor
Offline
RicardoC
AS FLORINHAS
AS FLORINHAS Quem lhe imitasse a flor da santidade E houvesse dos estigmas a sangria, Dos cravos...
Enviado por RicardoC
em 12/11/2018 17:19:07
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
ANDOU
Como quisesse alegre ser, deixando O queixume rotativo, zunindo a hora O tédio, ao bafejo sequios...
Enviado por LucianoSpagnol
em 11/11/2018 23:13:51
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
NO TEMPO
Sou o eu que marcha, que andeja Princípio, sou fim, poesia agarrida Levo o plural: a tristura e a...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/11/2018 21:48:58
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
QUEIRA
Olha-me! O teu amor sincero, venerando Entra-me o peito, como uma doce razão De brando e suave, s...
Enviado por LucianoSpagnol
em 10/11/2018 17:21:03
Textos deste autor
Offline
RicardoC
HOMEM DE POUCA FÉ
HOMEM DE POUCA FÉ Fé, prefiro ter pouca que ter cega. Quem crê em tudo, vê o que não há Ou, nega...
Enviado por RicardoC
em 10/11/2018 08:26:28
Textos deste autor
Offline
RicardoC
ESFEROGRÁFICA
ESFEROGRÁFICA A pena que desliza sobre a folha Lhe risque azuis traçados sem desdita. Com letra...
Enviado por RicardoC
em 09/11/2018 20:38:46
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
A MOCIDADE
A mocidade é tal qual a flor do ipê Vigorosa, e na secura resplandece Tudo pode, é formosa, sonha...
Enviado por LucianoSpagnol
em 09/11/2018 19:06:36
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
CHOVE...
Chove... que sussurro no umedecido Cerrado molhado. O cheiro se enleva Em nubladas nuvens, o temp...
Enviado por LucianoSpagnol
em 09/11/2018 14:15:06
Textos deste autor
Offline
RicardoC
CANTIGA
CANTIGA Eu te amar, querida, me tem sido D'uma alegria pura e insuspeitada. Guarda tu para ...
Enviado por RicardoC
em 09/11/2018 08:52:29
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
CONTRIÇÃO (soneto)
Às vezes, uma saudade me silencia Nesta solidão e um vazio que ando. Sofro e cismo, no cerrado, q...
Enviado por LucianoSpagnol
em 08/11/2018 20:18:59
Textos deste autor
Offline
RicardoC
CAÇA ÀS BRUXAS
CAÇA ÀS BRUXAS Já ardem as fogueiras junto ao templo Onde à noite se reúnem homens bons. Querem ...
Enviado por RicardoC
em 08/11/2018 19:02:08
Textos deste autor
Offline
João Marino Delize
Paquiderme
Paquiderme A humanidade é como um paquiderme Não faz uso das mãos para se abraçar Usa sua pele r...
Enviado por João Marino Delize
em 08/11/2018 17:26:14
Textos deste autor
Offline
LucianoSpagnol
OUVIR POESIA
Ora (direis) ouvir poesias! Exato, Loucura! E vos direi, no entanto, Que, da alegria ou de um pra...
Enviado por LucianoSpagnol
em 08/11/2018 11:15:13
(1) 2 3 4 ... 653 »