https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Idas e Vindas

 
Serenaram os ventos, moça,
e toda a Enseada fez-se remanso.
Aquiete a tua alma e deixe que a dor
siga a lágrima caída.

Veja, eis a Lua chegada.
E, veja, ainda que tão pálida
a sua luz afasta a escuridão.
É a vida, moça, que se recusa ao não.

Amores se vão, passam, terminam.
Veja, aquela onda nunca mais se repetirá.
Mas, amores chegam, arrebatam-nos.
Outras ondas nos levarão.






Lettré, l´art et la Culture, Rio de Janeiro, verão de 2015


Sentir-me-ei honrado com a sua visita em minhas páginas, nos links abaixo:

www.fabiorenatovillela.com

Blog - Versos Reversos

 
Autor
FabioVillela
 
Texto
Data
Leituras
1038
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 13/03/2015 20:17  Atualizado: 13/03/2015 20:17
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5328
 Re: Idas e Vindas
E assim contemplo a poesia!

Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 13/03/2015 20:56  Atualizado: 13/03/2015 20:56
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 520
 Re: Idas e Vindas
Acreditar é ter esperança, esperar que outros ventos e marés nos levem a bom porto.

Juvenal Nunes