https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Solidão : 

Narciso

 
Tags:  vida    lembranças    páginas  
 
Narciso
 
A minha vida pode ser compreendida
Olhando para trás..., Outrora..., Quimeras.
Mas não consigo olhar para frente para ser vivida!
Quanta gente contente não teme de outras eras.

Cabisbaixas – minhas lágrimas desenham...
Uma aquarela, não tem cor e nem primavera.
São imagens distorcidas não sei - peço que venham!
Quero recomeçar, mas no que quero traçar só me veem feras.

Ah, vento frio, solidão invade-me assim. A esperança se esvai...
Nas águas, sem demora..., Põe - me tremula jaz medo – tristeza!
Numa alma fecunda navegando num leito vazio à deriva – vai, vai...
Antes tal qual Narciso, tudo era encanto – agora cadê beleza?


Mary Jun

Imagem:Google
 
Autor
Maryjun
Autor
 
Texto
Data
Leituras
636
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
18
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
acalenta
Publicado: 20/08/2015 12:59  Atualizado: 20/08/2015 12:59
Colaborador
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade:
Mensagens: 5385
 Re: Narciso
Um dia o encanto aca, até a beleza e fica a solidão belo poema amiga.

beijos

acalenta


Enviado por Tópico
Jovina
Publicado: 20/08/2015 23:12  Atualizado: 20/08/2015 23:12
Colaborador
Usuário desde: 23/09/2012
Localidade: Salvador
Mensagens: 538
 Re: Narciso
..e de tanto sentir os dias, o que não vem e o passou a poesia se faz lá no íntimo poeta e derrama-se no papel.
Sempre um belo poema para os leitores do Luso.
Parabéns.
jovina


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 22/08/2015 23:44  Atualizado: 22/08/2015 23:44
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12509
 Re: Narciso P/Maryjun
Um belo poema nostálgico muito sentido na
ausência da flor amada, gostei muito. Beijoca
Vólena


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 23/08/2015 14:43  Atualizado: 23/08/2015 14:43
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9267
 Re: Narciso
Bom dia Mary, a vida humana é um palco de vastas incertezas, e meras possibilidades, e os teus versos as descrevem com primazia, parabéns pelo contundente poema, eu te desejo um domingo de muitas satisfações, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Teli
Publicado: 23/08/2015 17:15  Atualizado: 23/08/2015 17:15
Colaborador
Usuário desde: 16/05/2015
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 946
 Re: Narciso
A solidão a serviço da poesia. Singela construção poetica. Adorei, querida Poeta. Parabéns. Um beijo.


Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 23/08/2015 20:10  Atualizado: 23/08/2015 20:10
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4212
 Re: Narciso
Boa tarde Mary,

Teu belissimo poema construído na perfeição e com rimas bem feitas nos vem trazer indagações e questionamentos comuns a todos nós em algum momento da nossa vida.

Mas de Narciso quererás é distância, que tenho a certeza, num suspiro tudo renascerá fácil, fácil na tua mente com um espelho melhor que esse onde te andás-te mirando, estáva avariado.
Olho o teu lindo sorriso partilhado aqui e penso como é linda e simples a beleza nele contido.
E o teu poema está um mimo.

Beijos querida Mary
Eureka


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 24/08/2015 10:46  Atualizado: 24/08/2015 10:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29201
 Re: Narciso
Passos que n~s ase completa, vindo dos anseios aquela incerteza do acontecer, e o que virá. Os olhos sentem essa dor que estressalha um coração


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2015 13:20  Atualizado: 25/08/2015 13:20
 Re: Narciso
Teus versos são de uma beleza e tanta, envolve-me!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2015 16:09  Atualizado: 25/08/2015 16:09
 Re: Narciso
tudo se transforma e a beleza resvala, até à terra. parabéns, MaryJun