https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Chega...

 
 

A esperança não se tranca
Não se trava com fronteiras de cimento,
Não se afasta do coração dos homens pequeninos,
Não se trava com muros, por mais altos que sejam …

A esperança é o pulmão do amor e da verdade .


Quem priva a liberdade dos homens, de sonhar, mesmo aqueles que vem de longe há procura de paz e de subsistência dos seus filhos, é uns país sufocado pelos seus actos de desamor …
Não é um país é um esgoto de egoísmo e de preconceito …

Espero que Portugal não siga esses miseráveis ricos …

Quando morremos de fome não comemos a terra cuidamos dela …

Por mais desconfortante que seja,
Chorar a morte
Sem a fome
Sem a sede
Entre as paredes
A morte dos outros

Os outros, morrem
Sem chorar
Com fome
Com sede
Sem paredes
Sem o incómodo dos nossos olhos…

Chega …!
Exigimos amor!
Porque somos amor…






 
Autor
Monstro-daslágrimas
 
Texto
Data
Leituras
2235
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
2
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Monstro-daslágrimas
Publicado: 15/09/2015 13:08  Atualizado: 15/09/2015 13:08
Da casa!
Usuário desde: 05/08/2014
Localidade:
Mensagens: 313
 Re: Chega...
Open in new window



Se rotulamos pessoas iguais a nós, de refugiados, só porque fogem da miséria e da guerra; procurando uma vida melhor … Não nos podemos esquecer que existem 3 milhões de refugiados portugueses espalhados nos quatros cantos do mundo ….

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 15/09/2015 17:57  Atualizado: 15/09/2015 17:57
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16139
 Re: Chega...
Poeta
Belíssima mensagem! Antes de qualquer coisa(nome, nacionalidade, religião...) somos gente, precisamos ser humanos, fazer jus a isso!
Beijos!
Janna