https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Refugiado

 
Refugiado
Deixou a pátria.
Pelos gritos, que lá ecoava.
O terrível veio na alma
Juntou-se em um trasladar de morte.
Agora aqui chegou o andante.
A que linha; prospectar, o SER.
M@c.

 
Autor
Marco Antonio Cabral
 
Texto
Data
Leituras
438
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 15/09/2015 23:07  Atualizado: 15/09/2015 23:07
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9315
 Re: Refugiado
Estas guerras malucas tem feito pessoas abandonarem o CAOS, em busca do duvidoso, e muitas vidas tem se perdido neste trajeto feito de forma assassina, parabéns pelo redundantes versos, MJ.