https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

Preconceito

 
Tags:  humanidade    igualdade  
 
Preconceito
 
Nunca irei entender o preconceito contra a cor
Por que não podemos viver sem essa dor
De, pela cor da pele, reduzir nosso amor
Será esse um amargo e antigo rancor?
Do branco para o preto, ou amarelo, tom moreno
Não sei quantas cores existem em cada terreno
Posso estar sendo um tanto quanto ingênuo
Nem tão pouco estrênuo, a cor importa?
Ela mostra como ele ou ela se comporta?
A cor importa?

Eu tenho um amigo, velha amizade
E acreditem quem quiser, é de verdade
Eu o chamo de preto e ele de branquelo,
É essa a nossa intimidade, liberdade, lealdade
Me disseram que o mundo evoluiu
Sim, evoluiu, mas a mente das pessoas diminuiu
E mesmo assim, a humanidade prosseguiu
Sobre este assunto, tenho uma opinião
Creio que minha cor não muda meu coração
Meu amigo é como um irmão.

Passando agora as opções sexuais
As pessoas enxergam como atos banais
Não são atos convencionais
O pensamento de executar desejos carnais
“Meu deus, que seres humanos irracionais”
Comentários assim não são ocasionais
Deixem eles serem passionais entre si
Deixo apenas uma simples opinião aqui
Nestes versos já deixo duas ali.

Filho mata pai, irmão mata irmão
Agora vivemos em um mundo do cão
Essas são as notícias atuais, abominação
Se é um mundo do cão, cadê a ração?
Venham, vamos fazer uma oração
Pedir a Deus que tudo seja uma ilusão
Vamos fugir dessa enorme confusão
Imagine o inferno de Dante
Será um similar, porém exorbitante!

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
526
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.