https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

BRISA

 
Queria ser o vento
não este que atormenta os homens
em velocidade e fúria
O vento brando, este sim,
acariciador de faces,
amante dos segredos
ouvinte das lamúrias
vento que tem o cheiro de nenhum tempo
vento sem destino - sem parada
vento alegria, saudade,
poeta


Jadson Simões

 
Autor
JadsonSimoes
 
Texto
Data
Leituras
211
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.