Poemas -> Desilusão : 

ISOLADA DO PRAZER

 
Tags:  poema  
 
ISOLADA DO PRAZER
 
ISOLADA DO PRAZER
(Jairo Nunes Bezerra)

Tu sempre dizes que de carinhos estás carente,
Mas ignoras os meus olhares luxuriosos...
Não me importo... Sigo em frente,
E não te ter, deveras , isso me faz furioso!

Lembro-me de tuas caminhadas pelas ruas,
Impudica atraindo os meus desejos.
Mais ativando a minha fantasia de ter-te nua,
Pra isso Lamentavelmente faltaram ensejos!

E agora a noite enegrecida traz o luar,
Bafejando à minha frente o azulado mar,
Deixando o espaço sensualizado!

E na reduzida distância mais vezes te visiono,
Irradiante mulher que amo,
E por quem fico mais deslumbrado!

 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
125
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.