https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Coração Mecânico

 
Tags:  solidão    rimas    social    sombrios  
 
Coração Mecânico
 
Eis que as coisas começaram a mudar
O garotinho não conseguia mais amar
Seu coração foi transformado,
O sentimento belo lhe foi tirado
As poesias não fazem mais sentido
Aqueles versos, antes sinceros, tornaram-se vazios
Produzindo um certo vento frio
Pensando o garotinho, "será este o meu destino?"
Estará ele amaldiçoado, um ser desalmado?
Como se seus desejos honestos fossem selados
Mas, o futuro somente está planejado
Ainda ah tempo para o garotinho mudá-lo
Porém, a grande questão que convém,
"Mudará ou se afundará a solidão,
Que começou a se instalar?"

O garotinho descreveu o amor,
Como sendo um sentimento sem valor,
Apenas uma sensação, para amenizar a dor
Começou a seguir os passos dos diamantes,
Possuidores de características únicas e radiantes
Mas que torna o coração de seus donos, duro, recusante,
De um amor viciante.

Fez-se a criatura sem sentimentos
Refletindo a solidão que cresce com o tempo
Isolando o fragmento de felicidade,
O garotinho começou a se tornar produto da cidade.

Teu coração possui muitas engrenagens,
Tornando-o um garotinho cercado de limites e desvantagens,
Que o impedem de viver a felicidade
Aquela peça, amor, falta em seu peito
E ainda cedo, o incomodo o abusa sem pretexto.

O garotinho, imperfeito, caminha por entre os becos escuros
Não conhecedor do mundo, não possuidor de tal luxo
Entre as luzes das ruas lá está ele, nas sombras
Incapaz de amar, incapaz de ter um futuro
Oh, pobre do garotinho, que destino injusto
Viver sendo incompatível com um doce sorriso,
Enquanto outros de sua idade o isolam por causa disso
Já o agrediram, apenas para o fazer sentir excluído
Não detentor de um sentimento incrível,
O garotinho incapaz de amar, de se aventurar
Incapaz de poetar, de paixões recitar e cantar.

Oh garotinho, pequenino, sem um amigo
Oh garotinho, depressivo, sem um abrigo
Oh garotinho inexpressivo
Sem amor para lhe dar calor,
Sem um cobertor para protegê-lo
Apenas um coraçãozinho mecânico,
Incapaz de ser romântico,
Oh destino tirânico.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
302
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.