https://www.poetris.com/
Poemas : 

As mãos trabalham os dias

 
 
Perco-me no horizonte.
Sempre viajo em navios
de papel.

Sei a hora exata do amor
no ouro dos relógios
perdidos no mar.

Demoro-me nos templos...
Vejo as horas diluídas em
orações.

Tenha postura.
Deus sempre
está em casa.

As mãos trabalham os dias,
colhem as flores e escrevem
as promessas do ano bom.





A arte desenha as almas nos olhos úmidos e secos; movimenta mares e nuvens nas telas, com pincéis
e poemas nas na areia, nas pedras e nas estrelas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
72
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 13/08/2017 07:22  Atualizado: 13/08/2017 07:22
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3651
 Re: As mãos trabalham os dias
"Sei a hora exata do amor
no ouro dos relógios
perdidos no mar
...
Sempre viajo em navios
de papel."
Bem... inspiração total Poeta Laureado.

Muito obrigado

Abraço


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 13/08/2017 17:15  Atualizado: 13/08/2017 17:15
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8653
 Re: As mãos trabalham os dias/ Para Rai Poeta Lonato
Esse "viajar" em navios de papel, deu todo o sentido à poesia que é onde se demora o poeta!

Beijo, Rai!