https://www.poetris.com/
 
Mensagens -> Desilusão : 

Tempos fáceis

 
Tags:  esperança    revolta  
 
 
É esse
O retrato do ciclo humano
Que no espelho do quarto me aparece
Não, não é um engano
Antes fosse
Sinal que dava pano para mangas
O pensamento que circula por estas bandas
Irmão, ora andas, ora desandas

Meus entes queridos trouxeram paz ao planeta terra
Só eles sabem e bem o quão lhes custou
Trazer essa velha relíquia ao invés de mais guerra
Porque passados anos muita coisa mudou
Muita gente murchou, se refugiou, acobardou,
Nesse momento muitas mentes brincam com legos
Esquecendo-se assim de fortalecer seus egos
Realmente, anda um pai a criar um filho
Para este se revelar um autêntico empecilho
Algo me diz que pelo andar da carruagem vêm aí sarilho
Creio que ninguém tem noção do que vai suceder
Muito jovem vai ficar sem saber ler e escrever
Isso significa que os postos de trabalho vão diminuir
Estou ciente de que hoje só querem saber de curtir
Vão mazé para o caraças, é mesmo desse jeito que se querem dirigir para uma possível 3º batalha mundial?
Sempre que me questionar de tal, vou ouvir uma voz que me diz, bem-vindo ao mundo real!

Homens fortes criam tempos fáceis
Tempos fáceis geram homens fracos
Mas homens fracos criam tempos difíceis
Tempos difíceis geram homens fortes

Oh tempo, por favor regressa para trás
Porque nota-se a léguas que nos dias de hoje não existe alguém capaz
De dar a sua vida a quem já deu muito de si, típico de um capataz
Sem saber se a ida poderia estar quem sabe de acordo com a volta
É isto que muito me revolta
Por que razão, vocês não nos agradecem?
Podem fazê-lo a bater de frente
Além disso a chapa está quente se é que me entendem
Que eu saiba cotonetes não mordem
Bem como verdades não ofendem
Isso seria um gesto digno
Mas vocês não são do mesmo signo
Em vós não consta qualquer garra
Pois ao contrário, a mim ninguém me agarra

Homens fortes criam tempos fáceis
Tempos fáceis geram homens fracos
Mas homens fracos criam tempos difíceis
Tempos difíceis geram homens fortes

Cada ato tem a sua consequência
Damos a mão, eles querem o braço
Isso inclui a ausência de violência
Somente um constrangedor de um abraço
O que seria facilmente evitado com a presença de pulso firme
Logo eu que prometi ser essa a derradeira vez em que dava por mim a iludir-me
Cada um planta o que semeia
Eu apenas consigo ver mais e mais diarreia
Nós não queremos gajos acagaçados
Queremos sim, armados
Em seriais Killers, daqueles que criem thrillers psicológicos
Resumindo, desejamos novos Hitler's anti-letárgicos
Caso contrário podem ficar debaixo da cama
Acompanhados da vossa dama e a dar na mama
Mas se vos fizerem a cama
Não digam que foi por falta de aviso
Pessoas vulgares vão julgar que tudo o que falo é drama
Claro, eu decidi fazer um pequeno improviso à última da hora
Sim, até tenho um sorriso estampado na cara
Melhor, até sou um gatinho escondido com o rabinho de fora
Nesta fase crucial começa-se a escrever a sua história
Só vocês decidem se preferem ser apelidados de alta elite ou de escória


Homens fortes criam tempos fáceis
Tempos fáceis geram homens fracos
Mas homens fracos criam tempos difíceis
Tempos difíceis geram homens fortes

Está nas suas mãos optar pelo mal menor


 
Autor
joao20
Autor
 
Texto
Data
Leituras
463
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.