https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Me Preocupo. Por quê?

 
Tags:  vida    rimas    pensamentos    social    Juvenis  
 
Me Preocupo. Por quê?
 
Aquela que passou aquele ano novo comigo, voltou
E disse algo que me marcou
Será que, depois de tanto tempo, nada em mim mudou?
Disse que sou brincalhão, que não consigo ser sério
Retruquei, falei que o passado se foi, hoje sou mais discreto
Mas fiquei pensativo, relembrando de alguns atos relativos.

Eu já escrevi uma canção quando estava apaixonado
A tristeza foi enorme quando precisei da musa, e fui abandonado
Já disse antes, e direi agora, estou arrependido
Mas o assunto do texto não é sobre isso
Queria saber mesmo por que continuo agindo desta forma
Se eu sempre acabo me encontrando em uma grande montanha rochosa
Isolado de todas as cores da aurora
O que o futuro reserva para mim que eu preciso estar sozinho?
Por conta disso eu fico perdido.

Falando sobre essa tal pessoa,
A situação atual dela não está muito boa
Veio conversar comigo, eu disse que ela podia contar comigo
Eu até acho que isso é um pouco estranho,
Digo, a um certo tempo atrás, nós ficamos envolvidos
Será que estou sendo idiota ao tentar ajudá-la?
Mas não quero abandona-la do jeito que ela está,
E também não irei tirar proveito da fragilidade que sobre ela paira
Espero que ela saiba que minhas intenções são sinceras, que desejo o bem dela,
Que só quero que ela melhore, e que tenha uma vida longa e bela.

Só espero que, quando reproduzir o filme da minha vida,
Eu olhe alegre, seja de lá baixo, ou lá em cima
Que eu sinta que a missão que eu criei,
Fora muito bem comprida.

Quando ela conversa comigo, pergunta como eu estou
Às vezes eu minto, em outras eu digo
Não conto a verdade por não querer receber caridade
Pois se estou sozinho, as pessoas tendem a conversar "por dó"
Mas se ela estiver se sentindo sozinha, eu disse para me chamar que eu ia
Só espero que ela não pense que desejo algo a mais do que devia, não a quero só
Quero apenas que ela sorria, o que é bem difícil
Ela é linda, mas triste eu não gosto
Como se apagasse os raios do dia,
Ela fica muito sem vida.

Algumas pessoas até podem pensar que é apenas um plano
Que na verdade eu estou interessado
Mas eu já não mais a amo
Porém, eu também não quero vê-la em pedaços
Quero que ela volte a usar aquelas roupas distraídas, ou aquele salto
Não quero que ela continue com esse estado amargo.

Eu não sei se é errado escrever aqui sobre ela, talvez, depende
Não sei se estou dando tudo de mim, parece que não importa o quanto eu tente,
Não parece haver diferença, não é o suficiente
Eu disse para mim mesmo que eu tentaria mudar
Passar a preocupar mais comigo, mas acho que isso não vai ser possível
Talvez eu esteja mentindo para mim mesmo,
Talvez eu ainda goste dela, pelo menos de algum jeito
Talvez eu não me cuide por que me arrependo do que me tornei
Um escravo de sentimentos, um escravo da saudade, dos momentos
Mesmo com essas dúvidas, ainda quero ajudá-la, eu acho
Mesmo que ela fale que o namoro dela está indo por água abaixo
Não sei se dizer que, "-Estou aqui se precisar", estará "enchendo o saco"
Talvez eu devesse me afastar, respeitar o seu espaço
Mas e o medo dela ir ao encontro da morte e dar-lhe um abraço?

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
132
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.