https://www.poetris.com/
Poemas : 

Covil de Repentes

 
Open in new window

De repente
entrelacei o medo e a coragem
ao despencar num covil de serpentes
por engano...

modifico o plano

eu buscava por nenúfares
a mansidão em repouso sob céus
de repente um pisar em falso
e se me altera a visão...

o esverdeado da loucura
me desafia a ficar
pra dominar o mal
que se interpôs no meu caminho
de procura...

Serpente, de repente, também estou!

Maria Lucia (Centelha Luminosa)


Por não saber do brilho das estrelas,
alumio veredas dentro de mim


Open in new window


 
Autor
Semente
Autor
 
Texto
Data
Leituras
150
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
22
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 11/10/2017 16:29  Atualizado: 11/10/2017 16:29
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12689
 Re: Covil de Repentes
Na labuta da vida por muitas vezes é preciso ser serpente, senão não há como seguir em frente. Vim, vi e apreciei, minha querida e amada poetisa! Beijos mil!


Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 11/10/2017 17:18  Atualizado: 11/10/2017 17:18
Da casa!
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 320
 Re: Covil de Repentes
De repente, um passo em falso, basta para cairmos no covil de serpentes.
um desabafo ? Talvez? Abraço querida!


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 11/10/2017 18:12  Atualizado: 11/10/2017 18:12
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 4878
 Re: Covil de Repentes
Serpentes, há muitos a serpentearem por aí, é preciso sabermos agir para que não sejamos mordidos por serpentes que há em cada um de nós.

Belo poema! Adorei, parabéns.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 11/10/2017 21:32  Atualizado: 11/10/2017 21:32
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 2397
 Re: Covil de Repentes
Serpentes e puxas-tapetes
Se acha em qualquer lugar
Tem no emprego, em gabinetes
Com o bote pronto pra dar

abraços.


Enviado por Tópico
johnmaker
Publicado: 11/10/2017 21:52  Atualizado: 11/10/2017 21:52
Colaborador
Usuário desde: 02/05/2016
Localidade:
Mensagens: 1169
 Re: Covil de Repentes
..."Para que precisas de mais milagres?
Para que tantas explicações?
Não me procures fora!
Não me acharás.
Procura-me dentro… aí é que estou, batendo em ti.
Baruch Spinoza.


Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 12/10/2017 12:41  Atualizado: 12/10/2017 12:45
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade: Belo Horizonte- Pampulha
Mensagens: 3874
 Re: Covil de Repentes
A serpente, os reptilianos não se encontram fora de nós habitam o nosso interno. Estão presentes no sangue de todo ser humano 30%, 60% e 100%. A serpente está em nós em primeiro lugar, o outro, bom o outro é só nosso espelho. Sempre.Open in new window


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 12/10/2017 15:21  Atualizado: 12/10/2017 15:21
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 8719
 Re: Covil de Repentes
Bom dia Semente, a vida humana é uma sucessão de emboscadas, e quando mais nos livramos delas menos tormentos padecemos, parabéns pelo vosso incisivo poema, eu te desejo um excelente feriadão, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 12/10/2017 18:58  Atualizado: 12/10/2017 18:58
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 5448
 Re: Covil de Repentes
Boa tarde,minha querida,

É mesmo assim.
De repente da um medo
ao nos depararmos num
covil desses temos que nos precaver!

Beijos,
Mary Jun


Enviado por Tópico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 14/10/2017 01:41  Atualizado: 14/10/2017 01:41
Colaborador
Usuário desde: 13/03/2010
Localidade: Paulínia-SP
Mensagens: 2476
 Re: Covil de Repentes
O poeta ilumina-se. Cai com os olhos secos num lago de serpentes e como um mestre, namora as estrelas.


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 14/10/2017 22:32  Atualizado: 14/10/2017 22:32
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 10778
 Re: Covil de Repentes P/SEMENTE
Olá linda Amiga um intenso poema sobre serpentes impiedosas e linguarudas...muito bom, gostei muito! BEIJINHOS da fã Vó

foi uma manhosa serpente
que nos reduziu à mingua...
Olhe bem os rastejantes,
e como é comprida a língua...


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 16/10/2017 11:34  Atualizado: 16/10/2017 18:27
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28180
 Re: Covil de Repentes
No entanto as serpentes estão em todos lugares, elas se pronunciam nos mais elevados lugares, muitas vezes podem estar de nosso lado, quando percebemos já estamos sentido dos teus venenos.

Existem serpentes de todos os tipos. me refiro aqui os tipos de pessoa que se serpentem de um jeito para preejudicar outras pessoas

Um belo e magnifico poema