https://www.poetris.com/
Poemas -> Desilusão : 

QUANDO O AMOR ESTÁ MORIBUNDO

 
Tags:  amor    perder    acabar  
 


Vagueio na noite, uma noite de inverno,
Naquelas velhas ruas dos amores proibidos
Como lobo solitário que passeia no inferno,
Que procura no pecado seus amores perdidos.

Amores proibidos que tanto nos fazem sofrer.
Onde o Paraíso não existe mas sim sofrimento.
Quero deixar esse deserto mas como fazer?
É a morte que cai e eu caio no esquecimento.

Para viver assim prefiro ter o gosto de morrer
Porque as carambolas da vida deixam mossas
Que não têm cura, pois que ferem o coração.

O amor é uma doença, raro é uma conclusão.
Nem só com palavras doces se pode amar,
Quando o amor está moribundo não há solução


A. da fonseca




SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
69
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/10/2017 02:23  Atualizado: 13/10/2017 02:23
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28180
 Re: QUANDO O AMOR ESTÁ MORIBUNDO
Um desabado onde os sentido do amor estão mais que amargos no coração de um ser alma