https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

“Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”

 
Tags:  vida    saudade    morte    choro    pesadelo    finados  
 
“Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
 
Ó morte porque se atreves?
Sempre chegas cedo
Por mais tarde que seja
Tu és inimiga da vida...
Tão cruel mais amarga que o fel
Sendo à vida tão doce como o mel
Lá na lápide gélida à carne,
A alma volta para o céu
Para se juntar ao Criador
Eis assim: porque tão certa
É a tua chegada sempre
De repente surpreendendo
A todos como se fosse à primeira vez.
Quantas lágrimas traz...
Quanta insatisfação...
Quantos sonhos desfeitos...
Que jeito se assim:
Está determinado vivemos
E morremos todos os dias...
Assim, como tu,
A cada dia tu mesma morre.
Morre com o sol,
Morre com a lua,
Morre com à noite,
Morre com o dia,
Morre com à fantasia,
Morre com a alegria...
Porque tudo que fica para trás
Já se foi um dia e não volta mais,
E a vida é viva.
Mas existe uma cova sempre aberta
A espere de um (...)
Decerto que Deus fecha à cova,
Porque Ele tem todo domínio sobre ti.
E quem manda no tempo é Ele!
“Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”


Mary Jun
Guarulhos,
02/11/2017
Às 23: 30



Mary Jun

Imagem Google
 
Autor
Maryjun
Autor
 
Texto
Data
Leituras
594
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
16
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 03/11/2017 18:41  Atualizado: 03/11/2017 18:41
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”/ Para Mary Jun
Um poema forte e verdadeiro sobre essa "indesejada" que não mata a vida, porque essa segue além do túmulo, mas produz uma dor de saudade, que nem o tempo consegue atenuar.

Parabéns querida Mary por poema tão belo!
Bjos


Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 04/11/2017 02:10  Atualizado: 04/11/2017 02:10
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
Sem a morte a vida seria sem sentido.


Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 04/11/2017 09:44  Atualizado: 04/11/2017 09:44
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1943
 Are you the new person drawn toward me?
WALT WHITMAN


Are you the new person drawn toward me?
To begin with, take warning, I am surely far different from what you suppose;
Do you suppose you will find in me your ideal?
Do you think it so easy to have me become your lover?
Do you think the friendship of me would be unalloy’d satisfaction?
Do you think I am trusty and faithful?
Do you see no further than this façade, this smooth and tolerant manner of me?
Do you suppose yourself advancing on real ground toward a real heroic man?
Have you no thought, O dreamer, that it may be all maya, illusion?




Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 04/11/2017 19:49  Atualizado: 04/11/2017 19:49
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1279
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
Que lindooo! Como escreveste um tema difícil verdadeiro, embora ninguém gosta, de uma maneira delicada sensível. Parabéns!


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 05/11/2017 13:48  Atualizado: 05/11/2017 13:48
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
Belíssimo, estimada amiga. A morte não tem nenhum poder pois ela também é consequência do destino. Apenas serve p'ra nos ensinar que nada neste mundo é eterno.

Meus parabéns!!!

Um abraço


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 05/11/2017 14:42  Atualizado: 05/11/2017 14:42
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12487
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
...morte é consequência da vida. tudo o que nasce, morre, só o espírito será evocável e assim seja! Gostei é um tema de realce, beijinhos Amiga Vólena


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 11/11/2017 19:19  Atualizado: 11/11/2017 19:19
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9249
 Re: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”
Boa tarde Mary, quando a vida nos é imposta, a morte já se faz inevitável, são faces de uma mesma moeda com suas atenuantes diferenciadas, parabéns pelo vosso incisivo poema, um abraço, MJ.