https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Oh, Amélia

 
Tags:  paixão    saudade    esperança    rimas    romance  
 
Oh, Amélia
 
Eu estava pensando
Ou talvez, imaginando
Na verdade, eu queria estar sonhando
Um sonho onde estivéssemos flutuando
Sobre nuvens, ou melhor, sobre as luzes
Um arco-íris, uma ponte, e uma musa
Mas era apenas um pensamento
Apenas um sonho, de um momento breve
Na verdade, não sei ao certo.

Disse ao Sol pela manhã para ele não ir
Pedi para que ele continuasse iluminando pela janela
Mas, ele teve que partir
E, quando a Lua chegou, formosa, bela
Lembrei de ti, minha amada Amélia
Fui logo escrever uma carta singela
Nada muito profissional, afinal, seria escrita por mim
Eu gostaria de lhe dar o mundo,
Mas, o que tenho só dá para um pãozinho murcho
Um pobre camponês, que tolamente,
Tenta lhe agradar com o português.

Escrevi sem nem muito pensar
Dei ao pássaro, e pedi para ele a entregar
Ele voou, voou e voou
Ele nunca mais voltou
Doce Amélia, o tempo me alcançou
Ainda não sei se estou sonhando, ou divagando
Jovem somente em palavras, mas as costas doem
Me pergunto quando você lerá estas letras
Querida Amélia, ainda hoje eu gostaria de lhe dar as estrelas.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
232
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.