https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

D’olhos postos nos céus da Síria

 

D’olhos postos nos céus da síria,
Nem quis acreditar no que vejo,
Será uma guerra fria?
Não, é o adiar dos desejos

Corpos que caem crivados de balas,
Choro contagiante das crianças,
Corpos inertes dos pais atirados às valas.
Onde está a tão preciosa crença?

Crer em Deus Todo-Poderoso
É repudiado pelo homem,
Que despiu-se d’alma e se tornou impiedoso,
Em sua voz áspera jamais se ouve o amém

Senão vozeirão que comanda a morte
E ordena a chacina
Nos hospitais, nos lares… em toda a parte.
Criam-se cessar-fogos que ninguém assina

Preferem ouvir a hedionda canção das armas.
Que cantam dia e noite
Dizimando almas
E espalhando terror, aflição e morte

Do lado de lá, todos veem e ouvem
Mas preferem manter calados
Pra que a rota do comercio se mantem
E pra que os negócios das armas não sejam congelados

Enquanto isso, nos céus da síria sequestrada,
O povo paga as encomendas das armas com o sangue.
Se os ditos grandes do mundo não calarem essa guerra sofrida,
Nem Deus, nem eu sabemos o que se segue

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
426
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
6
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 04/03/2018 19:11  Atualizado: 04/03/2018 19:11
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16284
 Re: D’olhos postos nos céus da Síria
Adelino
Imaginar já dói, mas assistir esse vídeo fez meus olhos transbordarem!
E ainda ensinamos aos nossos filhos que o bem sempre vence, que existem super heróis.
Adorei a leitura!
Beijos!
Janna




Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 05/03/2018 09:16  Atualizado: 05/03/2018 09:16
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: D’olhos postos nos céus da Síria
Uma guerra em nome de um Deus sem nexo ou justificação. Sofridos versos que relatam uma triste realidade que quem sofre são os mais inocentes... abraços.