https://www.poetris.com/
Poemas : 

OS TROPEÇOS DA PURITANA

 
... sem dúvidas
és pura, pura, puríssima,
como sempre disseste a mim entre um
e outro sonhos camuflados
de amor,

mas,
e tua autoproclamada inocência,
onde está depois que deixaste pássaros
menestréis e anjos puristas
verem e foderem
sua boceta;

e tua vendada soberbia,
onde está depois que babaste aos pés
de filósfocos e imperativistas que,
à terra, perderam
a cabeça?

e sua regozijada nobreza,
onde está depois que andaste escondida
com ratos, vermes e outros – como eu –
famintos e aputaiados
cães?


Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)


 
Autor
Thor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
45
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.