Poemas : 

Ficou tão difícil tirar foto

 
E mais uma vez
aguardei o reerguer
das estrelas
para eu me sentir
um pouco mais
a vontade.

Permaneço no escuro
olhando para um ponto
fixo,
com a mente vazia,
quem sabe
assim, eu não me torne
um com toda essa escuridão
e apenas pare de sentir.

Uma vontade...
apenas não existir
e ainda me pergunto:
em que ponto a existência
se tornou um fardo?
Me deito
e me abraço
envolto na coberta

me frustro
e dou de encontro,
novamente,
como em uma cela
de tortura,
com a solidão

tudo tão vago...

a chuva molhava meu cabelo
e meu rosto

gelada como o resto
da nevoa que vem
dominando o que antes
costumava ser um belo
e ensolarado
campo florido.
Um temporal
um diluvio
sem chuva
sem calor

a um tempo.

O médico disse que as extremidades
dos meus dedos
são muito geladas,

o único calor que venho
sentindo
é da brasa do charro
quando o seu fim está
próximo,

acabo ansiando
que tudo esteja
próximo do fim
também,

apenas outro pensamento
negativo,
alguns eu nem sei o motivo
mas sei que eles estão ali,

continuo me esgueirando,
me esforçando ao máximo
para não proporcionar
o que eles querem ver,

ficou tão difícil
sorrir em fotos.



 
Autor
GabrielsChiarelli
 
Texto
Data
Leituras
491
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 04/04/2018 12:23  Atualizado: 04/04/2018 12:23
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 18165
 Re: Ficou tão difícil tirar foto
Gabriel
Forte! Poesia triste!
Posso fazer uma interação com você?
Beijos!
Janna