https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Fantasia : 

Duende

 
Open in new window
Um
par
de
luzes
engraçadas

O pequenino
duende
ilumina
não começa
e nem termina
no escorrer da
madrugada

E dança
no caule da rosa
e faz suas firulas
sozinho
pequenino
duende na noite
brincando como
um menino
e agora
na noite se cansa

Pois
brincando como criança
o duende
já não
é duende

Quando
as luzes lhe
empapam a face
sua
imagem é
provisória
iluminado o
duende

Ele
se transforma
o duende
vira gente
e acaba a história.

SorrisodeRosas


 
Autor
SorrisodeRosas
 
Texto
Data
Leituras
227
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.